Home
Institucional
Histórico
Estatuto
Diretorias
Associados
Ex-Presidentes
Infraestrutura
Benefícios
Contato
Fale Conosco
Sede
Notícias
Palavra do Presidente
Agenda da ACIC
Eventos/Cursos
Notícias
Links
Consulta CNPJ
Consulta SPC
Links
Fotos de eventos

Notícias



CICS Serra intensifica mobilização para manifestos do dia 17
14/01/2014
Clique para ampliar
       Faltando poucos dias para a manifestação pelas estradas da Serra Gaúcha, CICs Serra amplia divulgação para conquistar apoio da comunidade e de lideranças regionais Panfletos e adesivos da campanha “Chega de Promessas. Sem estradas a Serra para”, promovida pela Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha (CICs Serra), estão sendo distribuídos por meio das 11 associações de empresários que compõem a entidade. Placas e outdoors também chamam a atenção dos usuários das rodovias que interligam municípios da Serra Gaúcha. Até o dia 17 de janeiro, quando serão realizadas manifestações simultâneas, mas sem fechamento de rodovias, o movimento irá mobilizar a sociedade e buscar a sensibilização do Estado para os problemas nas estradas da região. A novidade é que a manifestação ocorrerá em um ponto a mais do que previsto inicialmente. Ao invés de cinco locais, como planejado, serão seis. Os pontos com diminuição de velocidade e entrega de material explicativo da campanha estão em Bento Gonçalves, Garibaldi, Farroupilha, Antônio Prado, Veranópolis e Dois Lajeados (confira mais informações abaixo). Durante o ato o trânsito não será bloqueado e todos os atos serão acompanhados pela Polícia Rodoviária Estadual e pela Brigada Militar. Além de distribuir panfletos, os integrantes da ação vestirão camisetas com os símbolos da campanha e instalarão faixas nos locais. Em reunião realizada nesta quinta-feira, dia 9, os presidentes das entidades associadas ao CICs Serra definiram os últimos ajustes para a mobilização pelas estradas. Além de buscar o apoio da comunidade e de lideranças locais, o movimento de divulgação da campanha foi ampliado, abrangendo a imprensa e lideranças de Porto Alegre. “Nosso objetivo é que o movimento chegue ao Governo do Estado e fazer com que as autoridades responsáveis compreendam a necessidade de um cronograma de melhorias para as estradas da Serra Gaúcha”, destaca o presidente da CICs Serra, Ademar Petry. Placas instaladas nas rodovias RSC 446, em Carlos Barbosa; na RSC 470, em Bento Gonçalves e na RSC 453, em Antônio Prado, além de um outdoor fixado no entroncamento entre as RSCs 470 e 453, em Garibaldi, buscam a conscientização da comunidade, lembrando da importância de investimentos nas rodovias, contando com o apoio da sociedade na luta por novos projetos para a região. A CICs Serra pretende manter o movimento mesmo após os atos do dia 17 de janeiro caso o Governo do Estado não entregue a população da região um compromisso formal, com projetos e calendário de execuções de obras na região serrana. Locais das manifestações Garibaldi – entroncamento entre a RSC 470 e a RSC 453, no local conhecido como Trevo da Telasul. Bento Gonçalves – na RSC 470, em frente a Polícia Rodoviária Estadual. Antônio Prado – na RSC 453, no trevo de acesso ao município. Veranópolis – na RSC 470, em frente a Polícia Rodoviária Estadual. Farroupilha – na RS 122, em frente a Polícia Rodoviária Estadial. Dois Lajeados – no trevo entre as RSCs 431 e 129. Entenda Nos últimos três anos, mobilizações encabeçadas pela entidade, com apoio de lideranças e representantes dos municípios, levaram a conquistas como o processo de federalização da RSC 470, importante via da região que comporta o tráfego intenso de automóveis e caminhões diariamente. O projeto de prolongamento da BR 448, que visa reduzir o movimento da BR 116 também foi uma das conquistas. Em julho deste ano, o Governo do Estado assinou o Contrato de Restauração e Manutenção das Rodovias da Região da Serra (Crema/Serra), que propõe a restauração e manutenção de mais de 190 km de estradas na região da Serra Gaúcha, em um investimento de R$ 140 milhões. Após ter contratos de licitações cancelados três vezes, o Crema finalmente começou em alguns pontos, mas ainda não há claramente um cronograma de obras e sinalização sobre quais rodovias serão, de fato, atendidas pelo programa. A insatisfação regional aumentou após o governo anunciar um investimento emergencial para reformas em 808 km de estradas do Estado. Deste total, a Serra ficou com 20,92 km de estradas que serão reformadas. As demandas das onze entidades de classe que a CICs Serra representa são: - Recapeamento e terceira pista na RSC 470, na região do Rio das Antas. - Recapeamento e sinalização horizontal no perímetro urbano da BR 470, na altura de Nova Prata e Veranópolis, além do recapeamento. - Asfalto na RS 448 e RS 437, ligando Antônio Prado a Nova Roma do Sul e Vila Flores - Melhoria da camada asfáltica da RS 122 entre Antônio Prado e Caxias do Sul. - Melhorias e total asfaltamento na ERS 431, que liga Guaporé a Bento Gonçalves. - Sinalização e recapeamento da RSC 470 entre Carlos Barbosa e Montenegro. - Construção do novo Trevo entre a RSC 470 e a RSC 453 (Trevo da Telasul). - Duplicação das RSC 470 entre Bento e Barbosa e do Trevo da Telasul e da RSC 453 até Farroupilha. - Obras do trevo da RS 453 com a Avenida Santa Rita (acesso à cidade de Farroupilha) - Obras no trevo da RS 453 com a RS 122 (junto ao distrito industrial de Farroupilha). - Duplicação RSC-470 entre os Município de Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves. A ACIC, disponibiliza material para divulgação,interessados retirar na mesma.